Quando se está ansioso é normal que o medo e a tensão se façam presentes, além disso, geralmente outros sintomas físicos desagradáveis costumam aparecer. Dentre eles destacam-se, ritmo cardíaco acelerado, palpitações, sensação de mal estar, agitação, tremor, sudorese, boca seca, dor no peito e dores de cabeça. Os sintomas físicos são, em parte, causados pelo cérebro, que envia muitas mensagens para várias partes do corpo quando estamos ansiosos. As mensagens nervosas tendem a acelerar o ritmo do coração e dos pulmões. Além disso, você libera hormônios do estresse (como a adrenalina) na corrente sanguínea quando você está ansioso. Estes podem também atuar sobre o coração, músculos e outras partes do corpo para causar sintomas.

Combater a ansiedade

Combater a ansiedade

A ansiedade é normal em situações de estresse e pode até ser útil. Por exemplo, a maioria das pessoas ficam ansiosas quando são ameaçadas por uma pessoa agressiva, a explosão de adrenalina e impulsos nervosos que temos em resposta a situações estressantes podem incentivar uma luta ou fuga, o que teoricamente pode garantir nossa segurança. As causas da ansiedade ainda não são claras, a condição muitas vezes se desenvolve sem nenhum motivo aparente, sendo que, vários fatores podem influenciar em seu desenvolvimento. A genética é um fator determinante para a ansiedade, algumas pessoas tem uma tendência a ter uma personalidade ansiosa, que pode ser resultado de uma herança genética.

Traumas de infância como abuso ou morte de um dos pais, podem torná-lo mais propenso a ansiedade quando se tornar mais velhos. O estresse da vida pode desencadear a doença, como por exemplo uma crise familiar. Algumas pessoas que tem outros problemas de saúde mental, como depressão ou esquizofrenia também podem desenvolver a ansiedade. A terapia cognitiva-comportamental é de fato uns dos tratamentos mais eficazes, já que garantem resultados significativos para mais da metade das pessoas que sofrem com a doença, reduzindo os sintomas e melhorando a qualidade de vida.

A terapia cognitiva baseia-se na idéia de que certas maneiras de pensar pode provocar ou alimentar certos problemas de saúde mental, como a própria ansiedade. O terapeuta ajuda a entender seus padrões de pensamento atuais – em particular, para identificar quaisquer ideias ou pensamentos prejudiciais, inúteis e falsas que você tem que pode torná-lo ansioso. A terapia comportamental tem como objetivo alterar quaisquer comportamentos que são prejudiciais ou não são úteis. As fobias podem atrapalhar as pessoas a alcançarem seus objetivos, essas condições devem ser mudadas e eliminadas pelo o terapeuta. A terapia cognitiva-comportamental é uma mistura de ambas, onde você pode se beneficiar com a mudança dos tipos de pensamentos e comportamentos
Aconselhamento

EricaSaúdeCausa da ansiedade,Causas da ansiedade,Combater a ansiedade,Como combater a ansiedade,Como tratar ansiedade,Sintomas da ansiedade,Terapia cognitiva para ansiedade,Tratamento para ansiedade
Quando se está ansioso é normal que o medo e a tensão se façam presentes, além disso, geralmente outros sintomas físicos desagradáveis costumam aparecer. Dentre eles destacam-se, ritmo cardíaco acelerado, palpitações, sensação de mal estar, agitação, tremor, sudorese, boca seca, dor no peito e dores de cabeça. Os sintomas...